Chegou o PIX Equatorial. Aproveite essa facilidade.

Apoiado pela Equatorial, concurso literário incentiva produção textual e premia alunos do município de Pão de Açúcar

Evento, que foi realizado no último sábado (7), também reconheceu professores da rede pública da cidade e exaltou cultura alagoana com apresentações artísticas

Sorrisos largos, olhos marejados e muita emoção. No último sábado (7), o município de Pão de Açúcar, localizado no Sertão de Alagoas, foi palco do I Concurso Literário Estudantil, iniciativa inédita que tem como objetivo incentivar a leitura e produção textual por parte dos alunos da rede pública da cidade. O evento, organizado pelo Movimento Literário Café Poético, e apoiado pela Equatorial Alagoas, foi realizado no auditório da Faculdade São Vicente de Pão de Açúcar (FASVIPA).

Ao todo, 30 jovens pão de açucarenses foram reconhecidos e premiados por terem inscrito textos totalmente autorais em pelo menos um dos gêneros literários: conto, poesia, cordel e crônica. O certame, que incentivou a formação de novos leitores, também homenageou os professores que atuaram como porta-vozes e trabalharam em sala de aula a temática do concurso.

A executiva de Comunicação, Marketing e Sustentabilidade da Equatorial Alagoas, Isa Mendonça, representou a Equatorial no evento. Segundo ela, esta iniciativa contribui para a construção de uma geração de leitores e artistas em Alagoas. “A distribuidora tem atuado fortemente para garantir um fornecimento de energia elétrica de qualidade, sem abrir mão da responsabilidade social. Por isso, apoiamos e promovemos ações que estimule o desenvolvimento social e cultural dos alagoanos”, destaca.

A estudante Tayná Santos Lima, 17, quase foi às lágrimas ao ser anunciada como primeiro lugar na categoria Conto. “Participar do concurso foi uma experiência incrível. Não estava esperando me classificar e confesso que esse resultado me deixou ainda mais animada a ler e a escrever”.

Quando cultura e educação andam de mãos dadas

O I Concurso Literário Estudantil de Pão de Açúcar também trouxe a força do folguedo alagoano, afinal, cultura e educação andam de mãos dadas. Entre uma pisada e outra, a Chegança Bom Jesus dos Navegantes, do Mestre Edinho, considerada uma das manifestações mais importantes do município, provou que o folclore também vive no coração e nos pés da nova geração.

“Esse é um momento histórico para o nosso município. Plantamos sementes de sabedoria na vida das pessoas que participaram desta premiação. Faço um agradecimento especial à Equatorial Alagoas, por acreditar e apoiar esse projeto. Tenho certeza que deixamos um legado”, complementou o ativista cultural e um dos organizadores do evento, Luis Laércio Gerônimo. 

Na oportunidade, também estiveram presentes membros da Academia de Letras e da Prefeitura de Pão de Açúcar.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Alagoas

Mais facilidade na palma da sua mão.

Baixe agora o App da Equatorial Energia na sua loja de aplicativos.