Chegou o PIX Equatorial. Aproveite essa facilidade.

Alagoanos que recebem o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica não pagarão por bandeira tarifária no mês de dezembro

Medida foi anunciada na última sexta-feira (26) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)

Em Alagoas, o benefício já é concedido para mais de 380 mil famílias e cerca de 112 mil alagoanos podem ter direito ao desconto, porém ainda não são inscritos

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), anunciou na última sexta-feira (26), que a partir do mês de dezembro, todos os consumidores considerados baixa renda, que são beneficiários do Programa Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), receberão a conta de luz sem cobrança de bandeira tarifária, ou seja, esses clientes não terão acréscimos na tarifa de energia, gerados pela escassez hídrica.   

Para ser enquadrado como cliente baixa renda é necessário ser cadastrado na TSEE junto a distribuidora de energia. Os alagoanos que atendem os critérios para receber o benefício e ainda não solicitaram devem procurar a Equatorial para realizar o cadastro, de forma simples, pelos canais de atendimento.

Como solicitar o benefício da Tarifa Social?

De acordo com a base de dados da Distribuidora, em Alagoas, o benefício já é concedido para mais de 380 mil famíliase cerca de 112 mil alagoanos podem ter direito ao desconto, porém ainda não são inscritos. Para ter acesso a Tarifa Social é necessário estar com o Número de Identificação Social (NIS) atualizado.

Já o cadastro na TSEE pode ser feito pelo telefone 0800 082 0196, pelo site www.al.equatorialenergia.com.br/cadastro-baixa-renda ou, se preferir, por mensagem de texto via WhatsApp. Basta salvar o número (82) 2126-9200 na agenda do celular e mandar um “oi” para a assistente virtual Clara. As inscrições também podem ser realizadas com os leituristas da Equatorial e os agentes de negociação, que fazem o atendimento porta a porta.

A gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Alagoas, Patrícia Moraes, ressalta que além de não ser cobrado pela bandeira tarifária, nesse mês de dezembro, o cliente baixa renda também poderá ter até 65% de desconto na tarifa de energia elétrica todo mês. “Por isso é importante que todos tenham conhecimento sobre a Tarifa Social, principalmente agora, com essa nova decisão da Aneel”, destaca a gerente.

“Estamos sempre reforçando nos meios de comunicação, como o cliente pode ter acesso ao desconto e fortalecendo cada vez mais a parceria com as prefeituras para trabalhar de forma integrada e aumentar o número de beneficiários”, complementa Patrícia.

Requisitos para ter acesso ao desconto

- Ser inscrito no CadÚnico, com renda familiar de até meio salário mínimo, por pessoa;

- Ser idoso ou deficiente que recebe o Benefício da Prestação Continuada (BPC) com renda mensal por pessoa, inferior a um quarto do salário mínimo;

- Famílias inscritas no CadÚnico que tenha portador de doença que necessite de aparelhos ligados à energia elétrica de forma continuada, com renda mensal de até 3 (três) salários mínimos;

- Famílias indígenas e quilombolas inscritas no Cadastro Único com renda menor ou igual a meio salário mínimo, por pessoa da família ou que possuam, entre seus moradores, algum beneficiário do BPC.

  • Até 30 kWh/mês de consumo: 65% de desconto
  • Acima de 30 kWh/mês e até 100 kWh/mês: 40% de desconto
  • Acima de 100 kWh/mês e até 220 kWh/mês: 10% de desconto
  • Acima de 220 kWh/mês: não tem desconto

Vale lembrar, que para os demais consumidores, a bandeira vigente no período permanece a de Escassez Hídrica, que vai valer até o mês de abril de 2022, conforme determinação da Aneel e que tem um aumento no valor de R$ 14,20 para cada 100 kWh consumidos.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Alagoas

Mais facilidade na palma da sua mão.

Baixe agora o App da Equatorial Energia na sua loja de aplicativos.